A milenar TV chinesa

A péssima programação da TV chinesa me obrigava a dedicar um tempo extra a outras atividades. Sem ver TV, esse tempo simplesmente sobrava. Foi aí que me ocorreu.

E deixasse de lado tudo que não fosse produtivo? E se fizesse isso também com a forma física?

Afinal, pra ter um corpo mais magro, saudável e bacana, a receita é a mesma. Ao invés de malhar e correr mais, e me preocupar em comer mais coisas que fazem bem (como termogênicos – café, gengibre, canela, pimenta), primeiro é importante cortar o que faz mal, como refrigerantes, doces e fritura.

Vale fazer um monitoramento de quantas calorias está consumindo e quanto está gastando. Esse monitoramento, tal como com finanças, ajuda a saber o que está acontecendo, se vai sobrar dinheiro ou caloria.

Nos dois casos, é um planejamento de longo prazo. O objetivo é ter dinheiro sobrando sempre, é estar bem fisicamente a vida inteira. Não existe pressa. Se você quer estar magro a vida toda, não tem sentido querer emagrecer 20kg em 2 meses. O que engorda são hábitos indulgentes ao longo de anos. O que mantém pobre é a mesma coisa.

Então, mudei meus hábitos pra ter um resultado positivo, um pouco todo dia. De forma que não fosse um sacrifício. Não me concentrei num número ou resultado. Mudei os hábitos e os resultados apareceram como uma consequência natural.

Quem vai te levar a levantar um monte de peso são as anilhas de 1kg, não as de 20. Uma anilha a mais por quinzena está ótimo.

O mesmo serve pro dinheiro. Aquele trocado usado num mimo diário e esquecível é pouco hoje, mas faz diferença em alguns anos.

Com tempo é igual: cortamos algumas horas gastas procrastinando, seja em redes sociais ou em programas de TV aberta, e aparece um tempo extra pra ter uma forma melhor, aprender um idioma ou passar num concurso.

Antes de colocar o que é bom, tiramos o que não é. Parece muito simples, porque é! Basta colocar em prática.

Um só dia pode mudar sua vida inteira. Basta que ele seja cheio de pequenas vitórias, recompensas e realizações. E que outros como ele venham junto. Só um dia perfeito… atrás do outro.

Por isso é que é mais importante fazer menos que fazer mais. Menos coisas que atrapalham. Os resultados são inevitáveis.

Se você estiver se perguntando se a vida não fica mais dura e difícil com menos indulgências, que é difícil escolher entre tantos tons de cinza entre o sedentário e o atleta, o perdulário e o avarento, o próximo post é pra você!

Deixe sua opinião