Meditação e Cultura de Paz Parte 2

Hoje relato brevemente a 2ª parte do treinamento em Meditação e Cultura de Paz.

Desta vez, o foco foram os efeitos da meditação no cérebro. Como nós já vimos alguns benefícios da meditação antes, essa parte não foi novidade.

As pesquisas citadas foram do médico é pesquisador Roberto Cardoso, já mencionado na 1ª parte.

Além de ser autor do livro “Medicina e Meditação”, é co-autor de um estudo sobre definição operacional de meditação (2004). Isso porque é difícil definir os efeitos da meditação sem uma definição, já que existem muitas técnicas diferentes.

Conforme pode ser visto na pesquisa, as características que definem meditação são:

  1. Uso de uma técnica específica (definida claramente);
  2. Relaxamento muscular em algum momento do processo;
  3. Relaxamento da lógica;
  4. Estado auto-induzido (e não guiado);
  5. Uso de uma habilidade de concentração (chamada “âncora” – como contar a respiração ou prestar atenção no ar que entra e sai das narinas)

Roberto Cardoso também é co-autor de uma pesquisa sobre meditação e córtex pré-frontal (2007).

Houve também uma prática de meditação em movimento. E embora existam vários tipos de atividade que são consideradas práticas de meditação em movimento, como Yoga, QiGong eTaiChiChuan, o exercício proposto foi uma caminhada meditativa.

A caminhada meditativa é uma contagem de passos duplos (cada pé direito ou esquerdo é um), em que o foco vai para o contato dos pés no chão. A cada 100 passos, a contagem recomeça. Uma prática boa ficaria entre 1000 e 1500 passos.

Foi extremamente desafiadora! Parece uma excelente prática para quem anda bastante no dia a dia, ou para aqueles que podem se dar ao luxo de uma caminhada na praia.

Não vou dar mais detalhes para não estragar a recomendação do curso com spoilers!

Achei um guia de caminhada meditativa escrito pelo mestre Zen vietnamita Thich Nhat Hanh, notável personalidade do budismo e da meditação. Esse me pareceu muito avançado. Então – me perdoem o trocadilho – um passo de cada vez.

Deixe sua opinião