Desafio Sem Desculpas 3

Mais uma semana sem desculpas! E vou começar com uma revelação: comi feijoada ontem! Comi sem arrependimentos, porque acordei cedo e fui correr. Na rua. Não é sem desculpa? Pois é!

Pra quem está chegando agora, o Desafio Sem Desculpas é uma semana atentando pra alimentação, exercícios, meditação, estudos, trabalho e sono.

MUDANÇAS

Essa última semana não foi a mais fácil. Sobrou desculpa: aniversário da patroa e o meu no fim de semana! Mas fiz minha série de exercícios à noite! Venci as desculpas!

A dores musculares estão diminuindo. É justamente neste começo que há um bom ganho de força, mesmo sem alteração no volume muscular. São as unidades motoras aprendendo a trabalhar melhor: uma coordenação mais eficiente entre o músculo e sua inervação. É quando passamos a tremer menos durante o esforço.

Ainda tenho problemas com algumas coisas, especialmente com o jantar. Consigo passar o dia tranquilamente, comendo modestamente e sem nem pensar em escorregar. De noite, em casa, depois de um dia altamente produtivo, o bicho pega!

Um jantar longo, atualizando o dia com a família, é um dos meus programas preferidos. Só que com a conversa vem o vinho, e normalmente aquele carboidrato a mais.

Outra dificuldade é acordar mais cedo do que já acordava para fazer os exercícios, porque logo cedo também é hora de publicar o artigo no blog. Então acabava dormindo um pouco menos e perdendo ou o exercício ou a meditação, tendo que compensar um dos dois mais tarde.

A solução parece ser interromper o jantar (que é facilmente a refeição mais longa do dia) para preparar o artigo do dia seguinte. Com isso, resolvo o problema de passar da conta no jantar, posso dormir o mesmo que antes, garanto que o artigo do dia seguinte fica prontinho pra ser publicado, e ainda tenho tempo suficiente pra fazer os exercícios e a meditação! Parece bom!

Manter as anotações em dia não foi fácil. Ainda preciso facilitar o acompanhamento de todos os dados, tarefa que acontece várias vezes por dia.

Por outro lado, os estudos na hora do almoço vão incrivelmente bem! E mesmo depois de uma feijoada, consigo parar, ir para um canto quieto do escritório e estudar.

Já comecei a detalhar a rotina de estudos no blog. Este processo vai ser rotineiro e espero que, não importa o idioma que esteja estudando, você também possa aproveitar as dicas e métodos.

Além disso, agora divido meus deslocamentos pela cidade entre os podcasts de sempre e diálogos em japonês.

O trabalho tem sido bem concentrado, graças ao querido headphone Superlux HD 681 emprestado da patroa! É um fone robusto, mas leve e confortável o suficiente pra ser usado por horas sem incomodar, já que cobre todo o ouvido, e ainda tem boa qualidade de som. Tem um excelente custo benefício!

Pronto! Comercial feito, só resta ver se as mudanças para a próxima semana surtirão efeito. E se os desafios ainda por resolver terão solução!

E a sua semana, como foi?

4 Comentários

  1. razmth
    ·

    Minha dificuldade tem sido aceitar que não tenho a força de antes, quando treinava em academia, ou até no primeiros meses de sedentarismo. Isso é grave, quer dizer que estou bem sedentário. Por um lado isso corta um treino ao meio, por outro desmotiva pro dia seguinte. Em paralelo, estou mais preocupado em botar a rotina de estudos no eixo. Tá mais forte que eu, tô sempre mais preocupado com o pilar dos estudos do que os de exercícios.

    Mas hoje o dia está cheio de oportunidades.

    Responder
    1. ZNP
      ·

      Raz, se está difícil, não dificulte: facilite! Não comece tentando fazer barras como o Frank Medrano. Vá devagar! E a razão pela qual é importante fazer exercícios, é que eles dão um feedback visual do seu condicionamento – coisa que o estudo não faz! Então, se estiver se esforçando nos dois, vai saber que está indo bem nos estudos se estiver progredindo nos exercícios – sem falar que os exercícios ajudam os estudos!

      Responder
      1. razmth
        ·

        É que se eu vou tão devagar quanto o corpo pede, não faço meia hora de exercício, hahaha! De qualquer modo, vou tentar preencher o máximo possível com alguma outra coisa, nem que sejam abdominais.

        Responder
        1. ZNP
          ·

          Vale tentar um circuito! Queima calorias porque sai dum exercício e vai pro outro rápido, sem descanso. É intenso e termina rápido!

          Responder

Deixe sua opinião