Audrey Wilkinson

Este texto foi publicado em 2011 no blog WineLeaks Brasil, do BK72, um querido amigo que conhece um bocado de vinhos. Na época, eu morava na China, e achar algum vinho razoável não era moleza.

AUDREY WILKINSON

Chegar na Audrey Wilkinson já é, por si só, uma experiência incrível. A estradinha muito simples leva a uma colina em uma elevação de nome apavorante: Brokenback Mountain Ranges!

Apesar do receio inicial, o visitante é imediatamente presenteado com a vista mais bonita entre todas as vinícolas que visitamos, digna de estampar o post sobre Hunter Valley.

Essa bonita propriedade, estabelecida em 1866, é um deleite pros amantes de vinhos. O staff é muito gentil, atencioso e bem-humorado. A vinícola tem um pequeno museu e sala para grupos. Instalações todas muito concorridas. Fomos recepcionados pelo simpático e piadista Ross, que atende como se tivesse o melhor emprego do mundo – o que não deve estar tão longe de ser verdade.

Audrey Wilkinson Menu 2011

Os vinhos disponíveis pra degustação eram 4 brancos, 4 tintos e 2 de sobremesa, com o custo sempre bem razoável, variando entre AUS$15 (quase 26 dilmas – em 2011!) e AUS$35 – o mais caro (umas 60 dilmas), todos com o costumeiro desconto pra quem é sócio do clube da vinícola, o que é muito comum nessas bandas.

Como chegamos com vontade de trabalhar, experimentamos todos os vinhos disponíveis (o Sr Kononenko, que dirigia, passou vontade – provou, mas não bebeu) com exceção dos de sobremesa, e decidimos levar 3 garrafas: o 2009 Winemakers Semillon, o Audrey 2009 Shiraz e o Winemakers Selection Merlot Cabernet.

Observei que quando bebemos uma variedade tão grande de vinhos e selecionamos uns poucos, mais tarde, quando a garrafa tomba solitária no cumprimento do dever, geralmente a impressão é de que o vinho é realmente bom.

A seguir, vou fazer uma breve digressão dos posts sobre as vinícolas e mostrar algumas situações reais com as garrafas adquiridas.

Da Audrey Wilkinson, saímos todos de acordo de que a combinação da vista espetacular com as instalações e vinhos realmente bons faz essa visita ser absolutamente imperdível pra quem vai a Hunter Valley.

Deixe sua opinião