Idiomas & Mangás – 2

Continuando da 1ª parte:

Para cada mangá, artigo, texto ou livro, será necessário gerar material. Então, hoje vou mostrar como fiz este curso de francês sobre o mangá All you need is kill.

O processo foi:

1- Escolher um mangá, começar a ler, e anotar as palavras desconhecidas. Poderia ter usado um caderno, mas como leio deitadão, no conforto do sofá, usei o aplicativo Teach Pablo (versões iOS e Android).

O Teach Pablo só faz listas com palavras e em vários idiomas. Isso não é lá muito útil, porque normalmente precisamos de mais listas e menos idiomas! Então, simplesmente ignorei os idiomas e fui colocando cada capítulo num idioma diferente, em ordem alfabética. Outro detalhe: ao invés de entrar com o significado em português, coloquei a frase onde a palavra ou expressão aparecia. Mais tarde procuraria os significados.

2- Com o texto lido, fui para o computador e montei um arquivo TXT com os números dos capítulos. Em cada nível, coloquei a palavra encontrada, DUAS vírgulas e a frase em que a palavra ou expressão apareceu. Algo assim:

15

barre,, si on se barre pas on va crever

compte faire,, ja sais d’avance ce qu’elle compte faire

Colocar a frase do texto, além de ser um exemplo do uso, é uma conexão a mais, que será reconhecida e reforçada pela leitura. Prepare-se para uma sessão de déjà vus!

As duas vírgulas são usadas no Memrise para criar cada flashcard (ele separa a palavra estrangeira do significado por vírgulas ou por campos do excel). Dá pra fazer um capítulo (nível) por vez bem rapidamente.

3- Agora é a hora de procurar os significados. Pra isso usei o Wordreference.com. O bom é que existem os vários significados de cada palavra, além do uso (se é popular, familiar ou até vulgar). Os verbos, procurei no infinitivo, já que mais tarde colocaria também a pronúncia de nativos, e dificilmente os verbos aparecem conjugados.

Fui colocando os significados entre cada vírgula.

4- Segui a lista e baixei as pronúncias do site Forvo. Para baixar é necessário ter cadastro (gratuito). Testei cada áudio pela melhor pronúncia e qualidade dos arquivos e baixei os arquivos em pastas separadas por níveis (capítulos).

5- No Memrise, coloquei o título Idiomas com Mangá [nome do mangá] e preenchi as opções, inclusive habilitando áudio e tirando os testes escritos (afinal, o curso é de leitura!).

Desabilitei os testes escritos em database >> cliquei no lápis que aparece perto de “francês” e “português” >> testing >> desabilitei “typing testes enabled”.

Dei o nome de cada capítulo aos níveis (alguns não tinham vocabulário novo, então a numeração não corresponde exatamente até o final). O primeiro capítulo do mangá era muito maior e tinha mais expressões, que se repetiam nos seguintes.

As frases retiradas do texto não foram usadas nos flashcards, mas nos Mems. Ao invés de colocar os significados alternativos na parte destinada a isso, coloquei também no flashcard, usando / barras.

Quem tiver alguma dúvida sobre criação de cursos no Memrise pode recorrer a este excelente tutorial do JoeFather!

Então, dividi a produção deste curso da seguinte maneira (terminei dois dias após a leitura do mangá):

  1. Leitura do mangá e anotação do vocabulário e frases do texto;
  2. Arquivo TXT, procura dos significados e pronúncias;
  3. Criação do curso no Memrise.

Pode parecer muita coisa, mas na verdade não é. E posso garantir que os resultados valem a pena! Se mais pessoas fizerem conteúdo da mesma maneira, em pouco tempo teremos mais material em idiomas e mangás diferentes. Tudo super eficiente, divertido e gratuito!

4 Comentários

  1. Soulface
    ·

    Surpresa boa o site ainda estar no ar, rsrs
    Confesso que Mangá não é minha praia, dei uma chance mas realmente não é pra mim.

    Feliz 2017, Z! Fazendo falta no hM.

    Responder
    1. ZNP
      ·

      Grande Soul! Tudo bem?! Como foi 2016?

      Um amigo ofereceu hospedagem e eu estava esperando vencer o plano da hospedagem antiga pra saber se a transferência tinha sido bem sucedida. Venceu semana passada! Ou seja, vou ter que continuar escrevendo!

      Sobre a HM, acho que vai ser difícil voltar! De vez em quando leio, sem nunca logar. Gostei de ter mais tempo! Já fez seus planos pro ano que vem? 2017 vai ser um ano meia lua e soco forte! ;D

      Feliz ano novo, amigo!

      Responder
  2. GT.
    ·

    Olá ZNP, obrigado pela resposta, irei tentar aplicar ao mangá que leio atualmente. Na utilização de livros, tentou fazer algo ou só imaginou como seria?

    Responder
    1. ZNP
      ·

      Olá GT! O bom do mangá é que, além das dicas visuais do contexto, o vocabulário ainda é recorrente. Assim, as palavras usadas no começo da história costumam ser usadas adiante repetidas vezes, reforçando a prática e as revisões. Com livros, já fiz listas de vocabulário. Ao invés de fazer um flashcard, fazia uma lista de vocabulário. Se colocar as palavras dum lado e os significados no outro, dá pra andar com a folha no bolso e fazer revisões no metrô, ônibus, filas e por aí vai. Já fiz isso e funciona! 😉

      Abração!

      Responder

Deixe sua opinião